Crise, disposição e superação

A criação superprotetora, muito comum na atualidade, está formando pessoas fracas, dependentes e sem disposição para enfrentar as adversidades da vida. Não importa se os pais são ricos. É preciso incentivar os filhos, desde cedo, a pensar com suas cabeças e caminhar com suas próprias pernas, como bem ilustra o filme “Sociedade dos Poetas Mortos”.

Sempre que forem questionados, os pais devem perguntar aos filhos o que acham de determinada situação; o que imaginam como solução; se já pesquisou respostas sobre o tema. Assim, desde cedo, eles saberão que devem pensar numa solução antes do questionamento. Inteligência deriva da bagagem espiritual que cada um trouxe, da genética, e do número de ligações entre os neurônios geradas de acordo com a quantidade de estímulos do meio.

Com a criação dependente ou indiferente, a indisposição que presenciamos tem como agravante o suicídio. Momentos de crise devem ser encarados como oportunidades de superação, criatividade, crescimento, mudança de atividade, de atitude ou de ambiente. Nas crises, tire o “S”, crie. As crises acontecem periodicamente a pessoas, famílias, instituições e país.

Não obstante, após cada crise a pessoa deve sair mais forte, mais sábia. Esta vida é só uma etapa da caminhada evolutiva. No livro “Paulo e Estevão”, de Chico Xavier, o Apóstolo Paulo, no momento de ser degolado, adverte o carrasco: “não tenha pena de mim. Eu cumpri meu dever. Tenha pena de você, que vai continuar fazendo este trabalho imundo”. Aprender, cumprir bem o dever, melhorando continuamente, voltar em paz. O mestre André Luís ensinou: “o dever bem cumprido é excelente travesseiro para a noite”.

Pais, muito mais importante que dar coisas é dar-se. Coisas passam; só a educação permanece. Chico Xavier, órfão aos quatro anos, adotado algum tempo por uma doida, de quem recebia castigos diários, inclusive espetadas de garfos, ensinou: “se eu voltar à Terra, jamais gostaria de passar pelo que passei, mas também não aceitaria pais que não me corrigissem”. Energia, firmeza, afeto, diálogo, limites, acompanhamento, incentivo à superação nas adversidades, humildade e solidariedade. É com disposição e cooperação que a máquina da vida funciona. Aprenda, cresça, vença, compartilhe. Seja feliz!

Deixe um comentário