Crianças superdotadas exigem atenção

Senso crítico mais apurado, vocabulários mais amplos do que a média, maior habilidade em determinadas áreas, criatividade e originalidade são alguns dos sinais que tornam algumas crianças diferentes de seus colegas. Os portadores de altas habilidades precisam de estímulos para não perder todo o seu potencial e também para que não desenvolvam problemas de relacionamento.
Mesmo diante da eminente necessidade de acompanhamento diferenciado algumas crianças ainda sofrem com a falta de assistência na capital federal. De acordo com a Associação de Pais, Professores e Amigos dos Alunos com Altas Habilidades/Superdotação do Distrito Federal (APAHS-DF), existem apenas 18 salas de recursos destinadas a esse tipo de público. E nenhuma delas está preparada para atender os alunos. Todas contam com algum tipo de problema de ordem física, quadro de pessoal incompleto, ou falta de material de apoio.
A Secretaria de Educação afirmou reconhecer as falhas, e que os esforços para atender à demanda são permanentes. 
Fonte: Jornal de Brasília
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário