Criança é indenizada em R$ 40 mil

A Justiça condenou o Distrito Federal a pagar R$ 40 mil de indenização a uma criança que teve parte do dedo do pé (dedão) direito amputado após o banco de concreto de uma praça pública do Paranoá cair sobre o pé do garoto. O incidente aconteceu em 2009.


De acordo com a mãe da criança, o filho brincava na praça, acompanhado de quatro colegas, quando o banco caiu. O menino foi levado ao Hospital Regional do Paranoá, onde se submeteu a um procedimento cirúrgico. Porém, o tratamento não evoluiu bem e parte do dedo acabou necrosando e tendo que ser amputado.


O DF contestou a ação alegando que os meninos contribuíram para o acidente. Segundo afirmou, a defesa, “as crianças forçaram o assento tal qual se fora um pêndulo. Este movimento exagerado fez com que tombasse. Um banco foi feito para sentar e não para ser transformado numa gangorra”, afirmou.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário