Crescimento econômico brasileiro exclui milhões

Ana Leles Lopes e o marido Durval Vieira Lopes: 'Aqui continuamos pobres, lutando todos os dias para sobreviver' (Bruno Peres/CB/D.A Press)
Ana Leles Lopes e o marido Durval Vieira Lopes: ‘Aqui continuamos pobres, lutando todos os dias para sobreviver’

Sítio d’Abadia (GO) — O país que na última década se credenciou ao posto de potência econômica global ainda sente as dores das feridas do passado. A ausência do poder público se faz flagrante diante da falta de trabalho decente, renda e a dificuldade de acesso a serviços básicos universais, como o direito à saúde e à educação. Realidade que exclui milhões de brasileiros dos benefícios trazidos pelo progresso: “Essas melhorias que o povo diz pela televisão não chegaram aqui”, diz a dona de casa Ana Leles Lopes, 55 anos. “Dizem que o país está melhor, que estão acabando com a miséria. Mas aqui continuamos pobres, lutando todos os dias para sobreviver”, desabafa.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário