Corrupção pode virar crime hediondo

O Senado começou a discutir nesta tarde o projeto de lei que torna a corrupção crime hediondo. O texto, em análise, tem autoria do senador Pedro Taques (PDT-MT), e enquadra as práticas de concussão (recebimento de dinheiro indevido e obtenção de vantagens por servidor público) e corrupção ativa e passiva.

O relator da matéria, senador Álvaro Dias (PSDB-PR), deu parecer favorável à aprovação do projeto, mas pediu que outras matérias que tinham sido apensadas a ele sejam retiradas. O relator alegou que não teve tempo de analisar os outros projetos com cuidado e por isso quer que eles tramitem separadamente, apesar de tratarem do mesmo assunto.

Neste momento, os senadores estão discutindo a matéria antes de votá-la. Posteriormente, serão apresentadas emendas ao texto de Pedro Taques. O projeto faz parte de um grupo de propostas que o Senado pretende apreciar hoje para dar resposta às reivindicações dos manifestantes, que têm ido às ruas de todo o país para protestar.

Mariana Jungmann
Repórter da Agência Brasil

Fonte:

Deixe um comentário