CORREIO DO ALÉM

O cearense Pedro Alves morava no Guará e foi motorista do Senado durante 30 anos. Ele desencarnou há cerca de um ano e meio, quando tinha 67 anos. Bom vivant, gostava de seresta e de uma boa prosa com os amigos, especialmente depois que se aposentou. Ele não resistiu ao tratamento de quimioterapia em busca da cura de uma leucemia. Isto causou muito sofrimento a ele e à família, especialmente aos filhos. Com saudades do pai, a jovem Sheila pediu ajuda ao Centro Espírita Luz da Verdade, de uma cidade goiana próxima a Brasília, e esta semana a médium Vânia Damo psicografou a seguinte carta do espírito Pedro Alves para Sheila. É, sem dúvida, uma emocionante mensagem de amor.

“Sheila, minha filha, que bom receber aqui o seu pedido de notícias minhas. Por um momento me senti de volta ao aconchego familiar, sendo abraçado no carinho e saudades de todos que aí deixei.

“Como explicar os mistérios da vida? Como definir situações que fazem parte do nosso caminhar em cada momento de nosso aprendizado diante da evolução que tentamos alcançar?

“Recebam em paz o meu abraço de gratidão e meu pedido de desculpas por tudo que não soube fazer melhor e que possa ter gerado mágoas e lembranças amargas.

“Só tenho agradecer e pedir a vocês que não cometam os mesmos erros que eu cometi. Que valorizem a vida e façam sempre o bem, porque isto é tudo sempre.

“Estou na colônia Nova esperança, em estágio de integração espiritual, e hoje para mim foi um dia especial, graças ao seu presente de amor.

“Deus abençoe a  todos nós. Fiquem em paz.

“Abraços do pai, Pedro”.

Deixe um comentário