Veja e Uol enquadram Bia Kics

A deputada Bia Kicis (PSL-DF) se envolveu num embate com a revista Veja e o site de notícias UOL. Os dois veículos acusaram a parlamentar – que liderou em Brasília a manifestação do dia 15 de março, mesmo contra as orientações do Ministério da Saúde – de distribuir informação falsa sobe a morte de um borracheiro no Recife. Kicis afirmava que, embora o trabalhador tivesse morrido vítima de uma explosão de um pneu de caminhão que consertava, seu atestado de óbito saiu como sendo a Covid-19 a causa da morte.

Fake ou not Fake – Diante da crítica aberta dos dois veículos ao seu comportamento, ela conseguiu obter junto ao hospital onde supostamente morreu o borracheiro uma declaração de que ele não havia morrido vítima do coronavírus. Mas a causa mortis foi o vírus do H1N1, que propicia sintomas respiratórios semelhantes.

Para continuar a leitura, clique aqui.

Deixe um comentário