Copa Libertadores

 Funil fica estreito

 

Os seis times brasileiros classificados entre as 16 equipes que disputam as oitavas de finais da Copa Libertadores da América entraram num estreito funil na luta por uma das oito vagas nas quartas de finais. Após os jogos de ida, no início da semana passada, nenhum deles obteve resultado capaz de entrar com tranquilidade nas partidas de volta, que acontecem no meio desta semana.

As missões mais difíceis ficaram para o atual campeão da competição, o Corinthians, derrotado pelo Boca Júniors, da Argentina, por 1 X 0, e para o Fluminense, campeão brasileiro do ano passado, que perdeu a primeira partida para o Emelec, do Equador, por 2 X 1.

Teoricamente, a missão do time paulista é mais complicada. Além de ter pela frente um adversário mais tradicional, não conseguiu fazer gol em La Bombonera e, se sofrer um no Pacaembu, precisará vencer por dois de diferença. Já o Tricolor carioca pode ganhar por 1 X 0 e ficar com a vaga. Derrota pelo mesmo placar leva o jogo para a disputa por pênaltis. Qualquer empate favorece o time equatoriano.

O Palmeiras segurou o 0 X 0 com o mexicano Tijuana e, de forma até surpreendente (afinal, foi rebaixado para a Segunda Divisão do Brasileirão), tem boas chances de ficar entre os oito melhores da competição continental. O Grêmio derrotou, em casa, o colombiano Santa Fé e precisa de um empate no jogo de volta.

Na briga “caseira” entre São Paulo e Atlético, o Galo Mineiro deu um salto enorme, ao vencer a primeira partida por 2 X 1, jogando no Morumbi. Na quarta-feira (8), pode até perder por 1 X 0 no estádio Independência, onde está invicto desde o ano passado.

 

Deixe um comentário