Conjunto habitacional

Construídos para abrigar famílias de baixa renda, os conjuntos habitacionais idealizados pelo Governo do Distrito Federal (GDF) oferecem a oportunidade da casa própria aos trabalhadores com renda de até R$ 1,6 mil, como o novo empreendimento na região administrativa do Paranoá, que está em fase de elaboração do estudo do impacto ambiental. No entanto, outro cenário revela a discrepância da utilização dos prédios destinados aos programas de habitação. Um condomínio em Samambaia Sul que seria destinado à moradia de 144 famílias, semelhante ao que está para sair do papel, nunca foi destinada aos inscritos em políticas habitacionais há mais de quatro anos.
O Paranoá Parque vai abrigar 6.240 mil imóveis de dois quartos, que devem deve ser entregues 18 meses a partir do início da obra. Contudo, de acordo com a Secretaria de Habitação, Regularização e Desenvolvimento Urbano (Sedhab), a primeira etapa de 600 apartamentos deve ficar pronta até o fim deste ano. O condomínio já recebeu a Licença de Instalação (LI) concedida pelo Instituto do Meio Ambiente e dos Recursos Hídricos (Ibram).

O contrato de financiamento de empréstimo foi firmado por meio do programa Minha Casa Minha Vida, da Caixa Econômica Federal. O valor de R$ 45 mil será aplicado nas obras de infraestrutura relacionadas à implantação de iluminação pública, água, esgoto e pavimentação. O projeto já foi aprovado pela empresa responsável pela obra.

Fonte: Jornal de Brasília
Sites e Blogs

Deixe um comentário