Companhia aérea terá que restituir pontos de fidelidade

A companhia aérea TAM terá que restituir os pontos de programa de fidelidade a uma cliente que sofreu fraude. A decisão é da 3ª Turma Recursal do Tribunal de Justiça do Distrito Federal e dos Territórios (TJDFT).


A cliente, cadastrada no programa de milhas da empresa, consultou o saldo de milhagens para trocar por uma passagem e percebeu que 76.362 pontos haviam sido usados sem o conhecimento dela.


Como os pontos foram usados mediante a senha pessoal da cliente, a empresa se recusou a devolvê-los. Com isso, a consumidora entrou na justiça pedindo o ressarcimento de R$ 2.439,32 (o valor das passagens que adquiriu) além de indenização por danos morais.

O TJDFT decidiu que a empresa deveria devolver todas as milhas, mas não achou necessário a devolução do valor das passagens. A reportagem em contato com a TAM, mas não obteve resposta.


Fonte: Correio Braziliense

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário