Como ter uma Páscoa mais saudável

Estamos na Semana Santa, e a caça aos ovos de chocolate para o Domingo de Páscoa anda a todo vapor. Todo mundo busca o ovo de páscoa ideal. Mas como resistir a tantas tentações? Qual a melhor opção diante da vasta variedade exposta nas lojas?

Devido ao boom do público fitness e ao aumento da procura por alimentos saudáveis, a mídia e as redes sociais têm proposto opções de produtos à base de whey protein, por exemplo, além de trazer rótulos intitulados de fit/ light/ diet, low carb, sem glúten e lactose.

Porém, o custo desses produtos apresenta valores acima do demais. Então, o recomendado é que, para não passar a data sem o famoso ovo de páscoa, sua escolha deve ser adequada, sem exageros ou restrições. A escolha de chocolates deve sempre respeitar a individualidade de cada um.

É importante ressaltar que não há necessidade de excluir o chocolate ou algum outro alimento das comemorações. A dica é: escolha as opções mais saudáveis, com maior teor de cacau (preferencialmente a partir de 50%). Mas, se você não abre mão do chocolate ao leite tradicional, ou das opções caseiras gourmetizadas, não tem problema. O importante é manter o equilíbrio e um consumo moderado e com bom senso.

A Páscoa, além do aspecto religioso, abrange também, e principalmente, o ato do comer afetivo, em que se reúne a família para comemorar a data e realizar algumas refeições tradicionais. No mais, a data é vinculada fortemente aos chocolates e aos ovos de páscoa. Portanto, não deixe de aproveitar esse momento! Afinal, Páscoa é só uma vez no ano.

Um ovo de páscoa fitness não vai te fazer mais saudável, assim como você optar por um ovo de páscoa tradicional não irá te fazer ser menos saudável. A alimentação considerada saudável inclui todo um conjunto de alimentos e nutrientes essenciais para o seu corpo e a sua mente, sempre de forma equilibrada e individualizada.

Deixe um comentário