Como elaborar um recurso para a redação da PMDF

O resultado da redação discursiva para o concurso da Polícia Militar do Distrito Federal foi divulgado na semana passada. Muitos candidatos desejam interpor recurso para melhorar a nota obtida – e garantir uma posição melhor no certame. Para auxiliar os interessados, vou ensinar você – futuro PM – a elaborar o próprio recurso.

  1. Antes de tudo, lembre-se: do outro lado, há um examinador apto a corrigir o seu texto. É importante ter em mente que ele mais acerta do que erra! Portanto, a maioria das redações não está apta a recursos. A tentativa é sempre válida, mas não existe qualquer garantia de acréscimo de pontos.
  2. Há dois tipos de recursos: um ligado aos aspectos textuais (segundo o seu edital, TX, AR, CA e EC) e outro aos aspectos gramaticais (que estão indicados em uma coluna à esquerda do seu espelho de correção). O primeiro aspecto pontua bem mais do que o segundo.
  3. Cada um dos aspectos textuais vale 2,5, só que a banca IADES trabalha apenas com notas múltiplas de 5 (ou seja, 0; 0,5; 1,0; 1,5; 2,0; 2,5). Portanto, se você tirou 2,0 em algum aspecto e deseja interpor recurso, analise se, nele, sua redação está perfeita.
  4. Aprenda a avaliar cada um dos aspectos textuais:
  • TX: se o seu tema está de acordo com o tema proposto (verifique, principalmente na introdução, se você abordou “PMDF”, “contribuição”, “combate”, “dignidade sexual”) e se sua redação está com a estrutura dissertativa adequada (introdução, desenvolvimento e conclusão).
  • AR e CA: são dois critérios parecidos. O primeiro está mais ligado aos argumentos escolhidos para a defesa do tema; o segundo, à forma como cada um dos argumentos foi desenvolvido. Essas duas pontuações estão bastante concentradas no desenvolvimento do seu texto.
  • EC: diz respeito à proposta de intervenção para o tema. Deve estar na conclusão do seu texto. Verifique se você apresentou uma solução e apresentou detalhes da aplicação dela. Já adianto: é a nota mais difícil de recuperar na IADES.
  1. Ao longo do recurso, trabalhe com as informações que foram expostas no seu texto. Acrescentar informações diferentes é o mesmo que dizer que seu texto está incompleto. O seu recurso não pode ser um complemento da sua redação!
  2. Os aspectos gramaticais devem ser avaliados em consonância com o que dita a norma culta. É importante apresentar fundamentações gramaticais (citar gramáticos é muito válido, mas não indispensável).

Ainda há tempo para recorrer! Aproveite o fim de semana e elabore o seu próprio recurso!

One Response

Deixe um comentário