Comércio vai reabrir com uso obrigatório de máscaras

A oferta será feita em locais de grande circulação e deverá ter início nos próximos 15 dias, data definida pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) para a reabertura do comércio. Foto: Arquivo/Agência Brasil

O Governo do Distrito Federal anunciou, sexta-feira (17), que distribuirá um milhão de máscaras descartáveis à população. A oferta será feita em locais de grande circulação e deverá ter início nos próximos 15 dias, data definida pelo governador Ibaneis Rocha (MDB) para a reabertura do comércio. A fabricação das máscaras é uma parceria do GDF com o Sistema Fibra e o uso delas será obrigatório a partir da data prevista para ocorrer a reabertura, no dia 3 de maio.

Dentre os critérios definidos pelo governador para o retorno da normalidade, destaque para a situação dos idosos e crianças, que deverão ficar em casa; os shoppings, que terão de manter uma porta de entrada e outra de saída abertas; bares, restaurantes, cinemas e academias, que permanecerão em quarentena. Agências bancárias e cooperativas de crédito, públicas e privadas, só a partir de 7 de maio.

“Estamos adotando essa medida para tentar reabrir parte do comércio a partir de 3 de maio. Se possível, a grande maioria do comércio. Faremos a aquisição das máscaras junto ao sistema Fibra. Elas serão distribuídas gratuitamente à população para garantirmos mais segurança no momento da reabertura da economia. Esse é o primeiro passo para a reabertura”, explicou Ibaneis.

A reabertura também vai depender da avaliação do acompanhamento sistemático da curva de crescimento da Covid-19. “Vamos reabrir, mas, com segurança. Em junho, se a crise não se agravar, teremos um mês de melhora, com restabelecimento de 50% a 60% da atividade econômica”, assinalou o governador.

Deixe um comentário