Comércio pode antecipar férias

As 30 mil lojas de entrequadras e de shoppings do DF poderão antecipar as férias dos trabalhadores para preservar a saúde de seus empregados, proprietários e consumidores.

Outra hipótese em estudo por patrões e empregados é a suspensão dos contratos de trabalho.

As possibilidades voltam a ser debatidas nesta terça-feira (17) durante reunião conjunta do Sindicato do Comércio Varejista (Sindivarejista) e do Sindicato dos Empregados do Comércio.

Será às 16h na sede do Sindivarejista (SCS quadra 6 ed. Newton Rossi, quarto andar).

“A meta é zelar pela saúde diante do cenário tenebroso do coronavírus”, disse o presidente do Sindivarejista, Edson de Castro.

Há em todo o DF 101 mil comerciários e pelo menos dois milhões de consumidores. Todos temem os efeitos do novo coronavírus (Covid-19), que até esta segunda-feira tinha 234 casos confirmados no Brasil.

Deixe um comentário