Comerciários e rodoviários: subnotificação e mortes

Entre os comerciários os dados são escassos. “Já solicitamos ao Dieese a estatística de comerciários contaminados e mortos no DF. Mas esses números dependem do GDF”, disse Geralda Godinho, secretária-geral do Sindicato dos Comerciários. Segundo ela, o único caso registrado na entidade foi o de um funcionário da Comando Autopeças, no Setor de Oficinas Norte de Taguatinga, cujo óbito por covid-19 ocorreu em abril.

Entre os rodoviários já houve sete óbitos. Mas o Sindicato dos Rodoviários não sabe precisar o total de contaminados. Eles têm recebido apenas álcool em gel e máscara. Para os cobradores, as empresas disponibilizaram uma cabine de acrílico.

Deixe um comentário