Começa montagem da II Bienal Brasil do Livro e da Leitura

Começou nesta semana a montagem da estrutura da II Bienal Brasil do Livro e da Leitura, na Esplanada dos Ministérios. O evento deste ano contará com 128 escritores brasileiros e internacionais, seminários, debates e contações de história de 11 a 21 de abril, com entrada gratuita.

 

Nesta segunda edição, a Bienal tratará de alguns assuntos importantes para o resgate histórico do povo brasileiro, como os 50 anos do golpe militar, além de discutir a literatura feminina e a internet, entre outros temas. Este ano, os homenageados são o escritor uruguaio Eduardo Galeano e o poeta, dramaturgo e romancista paraibano Ariano Suassuna.

 

O secretário de Cultura, Hamilton Pereira, ressaltou a importância de o evento ocorrer 11 dias após os 50 anos do golpe. “Nós, brasileiros e latino-americanos, temos uma dívida com nós mesmos. Precisamos refletir sobre nossa história de maneira crítica.”

 

“O Brasil não tratou desse assunto adequadamente. Não viramos essa página, e, embora não tenhamos pretensão de esgotar esse assunto, é fundamental que a geração que viveu a repressão ilumine e elucide a geração que está aí”, ressaltou Pereira.

 

ESTRUTURA – Serão 70 mil metros quadrados de estrutura total, uma área maior que a da primeira edição, de 2012. Toda a arena do evento terá rampas e sinalização para pessoas com deficiência e foi preparada para receber um público de aproximadamente 10 mil pessoas.

 

Ao todo, o espaço reservado para a Bienal, no primeiro quadrante da Esplanada, ao lado da Rodoviária, terá mais de 16 m² com obras nacionais e internacionais. Serão quatro pavilhões de estandes, um deles especialmente para literatura infantil e quadrinhos.

 

Haverá também duas praças de alimentação, dois auditórios, arenas infantil e jovem, além de sala específica para receber estudantes.

 

“Precisamos democratizar o acesso ao livro. A Bienal precisa deixar de ser política de governo e se transformar em política de Estado”, comentou Hamilton Pereira.

 

Entre os grandes nomes previstos para participar do evento estão Naomi Wolf (EUA), Pierre Levy (França), Murong Xuecun (China), Mia Couto (Moçambique) e os brasileiros Ruy Castro, Ana Maria Machado e Mary del Priori.

 

Também faz parte da programação da II Bienal Brasil do Livro e da Leitura o 2º Prêmio Brasília de Literatura, que entregará R$320 mil aos vencedores em oito categorias literárias.

Fonte:

Deixe um comentário