Colômbia testa drones para destruir plantações de coca

Imagem: Divulgação/Fumi Drone SAS

Há pouco tempo na presidência da Colômbia, Iván Duque tem tentado novas alternativas para o combate à cocaína. A aposta é na tecnologia de drones. Testes foram feitos na tentativa de diminuir o incidência de cultivo da planta.

Os resultados tem sido otimistas, nos testes iniciais o governo colombiano destruiu “centenas de hectares de coca”.
As aeronaves não tripuladas carregam cargas de herbicida que são pulverizadas sobre as plantas em curta distância. O novo modelo se torna mais eficiente quando comparado ao método atualmente utilizado, feito por aviões tradicionais.
Segundo o presidente Duque, os drones foram fornecidos pela empresa Fumi Drone SAS e “permitem precisão total em baixa altitude acima das plantas e, além disso, minimizam o dano e as implicações para terceiros”.
Segundo o jornal Wall Street Journal, dos Estados Unidos, a Colômbia teve grandes avanços no combate ao cultivo da planta de 2001 a 2012, devido ao policiamento aéreo. A ação foi reduzida quando a OMS (Organização Mundial da Saúde) alertou sobre a possibilidade do herbicida utilizado – glifosato – ser cancerígeno.

O porta voz que representa os fazendeiros de coca, em entrevista ao WSJ relata : “Se eles vierem com fumigação (controle de praga) forçada, haverá confrontos com a polícia, isso eu prometo”.

Fonte:

Deixe um comentário