CNH poderá incluir tipo sanguíneo

Um projeto de lei que está sendo analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania propõe acrescentar na Carteira Nacional de Habilitação (CNH) o tipo sanguíneo e o fator RH do motorista, além da opção do titular pela doação de órgãos e tecidos.

Atualmente a CNH tem como itens obrigatórios a fotografia, a identificação e o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF). Para o autor do projeto, senador Rodrigo Cunha (PSDB), incluir essas informações pode facilitar o atendimento de emergência em casos de acidentes graves ou outras situações que demandem transfusão urgente de sangue.

Sobre a informação de ser ou não doador de órgãos e tecidos, o senador reconhece que é um tema sensível. Por isso, o texto traz uma ressalva que permite ao titular a escolha de não inserir sua opção.

O texto está com o relator, senador Fabiano Contarato (Rede), que apresentará seu parecer. Se aprovado, poderá seguir diretamente para a Câmara dos Deputados, a menos que haja recurso para a análise do Plenário do Senado.

Deixe um comentário