CNC prepara intervenção no Sesc e Senac

A Confederação Nacional do Comércio (CNC) avocou a gestão do Sesc e do Senac locais. A decisão foi tomada na reunião da diretoria na quinta-feira (24), no Rio de Janeiro. O Brasília Capital teve acesso a documento interno com esta informação, mas a diretoria da CNC não confirmou oficialmente.

A decisão foi tomada em razão do descumprimento, no entendimento da CNC, do estatuto da entidade na sucessão do ex-presidente Adelmir Santana, que renunciou no dia 7 deste mês. Em vez de convocar eleição, na qual teriam direito a voto os diretores dos sindicatos filiados, o primeiro-vice, Francisco Maia (SindiEventos) reuniu o Conselho de Representantes e, por 16 votos a 10, teve seu nome confirmado para concluir o mandato do antecessor.

Mas a saída institucional encontrada pela Fecomércio não encontrou respaldo na CNC. Reunida na quinta-feira (24), o comando da entidade decidiu transferir a gestão do Sesc e do Senac por 90 dias para a direção nacional, até que Maia cumpra a determinação de realizar nova eleição. A Fecomércio-DF ainda não foi notificada oficialmente.

Em análise – Na prática, sem poderes sobre o Sesc e o Senac a Fecomércio torna-se decorativa. A entidade perde suas duas principais fontes de dinheiro, uma vez que a arrecadação da porcentagem das mensalidades repassada pelos sindicatos é muito pequena e o Instituto Fecomércio opera deficitariamente.

Além da possibilidade de afastamento de Maia do comando da federação, a administração regional do Sesc e Senac, por meio de avocatória, também mudará de mãos pelo prazo de 90 dias. Os novos nomes serão indicados pelas instituições nacionais. Apenas o conselho deverá ser mantido para que tome as decisões referentes ao caso.

O Brasília Capital tentou entrar em contato com Francisco Maia, mas ele não atendeu a reportagem até a publicação desta matéria. A assessoria de imprensa da CNC em Brasília não tinha informação e o chefe da Comunicação Social da entidade, Geraldo Roque, baseado no Rio de Janeiro, respondeu que “sobre as informações relativas ao Sistema Fecomércio-Sesc-Senac/DF, o assunto ainda está em análise na CNC”.

Deixe um comentário