Cine Brasília será reinaugurado em setembro

A edição 2013 do Festival de Brasília do Cinema Brasileiro voltará ao endereço de origem, na Asa Sul, com a reinauguração do Cine Brasília, em setembro, durante a abertura do evento.

“As obras estão seguindo o cronograma. A parte hidráulica, elétrica e de ar condicionado estão concluídas. Agora estão colocando o carpete na parte interna e o calçamento na parte externa. Realmente estão na fase final das obras”, destacou hoje o coordenador de Audiovisual da Secretaria da Cultura, Sérgio Fidalgo.

Pelo cronograma, esta fase terminará em julho e, em agosto, a secretaria espera concluir a colocação das novas poltronas, que passarão de 630 para 670, da nova tela e de todos os equipamentos que envolvem a projeção.

Fidalgo, que coordena esta 46ª edição do festival, enfatizou que a obra procurou contemplar toda a acessibilidade, com espaço para cadeirantes, para obesos, piso tátil direcional (sinalização de piso para cegos), além de banheiros acessíveis.

“O cinema vai reabrir muito bonito, com toda a fiação e tubulação trocada, sem infiltração”, declarou o coordenador de Audiovisual da pasta.

O Festival de Brasília do Cinema Brasileiro acontecerá entre 17 a 24 de setembro e terá mostras competitivas de longa e curta, tanto em documentário como em ficção e de curta de animação.

Amanhã (17) serão anunciados, em coletiva de imprensa no Foyer da Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional, os 30 filmes selecionados para esta edição: 6 longas de ficção, 6 longas documentários, 6 curtas de ficção, 6 curtas documentários e 6 curtas de animação.

Neste ano, o festival recebeu um total de 478 inscrições – 39 longas de ficção, 63 documentários, 239 curtas de ficção, 102 curtas de documentários e 35 curtas de animação.

Do total de inscritos, 60 títulos foram produzidos aqui no Distrito Federal, a maioria, curtas de ficção.

Durante a coletiva, a comissão organizadora também anunciará qual será o filme de abertura e as atividades paralelas do festival, como seminários, debates e oficinas.

A edição vai manter a proposta de avaliar formatos digitais na mostra competitiva, a descentralização das exibições e a elevação do valor dos prêmios, hoje o mais alto do Brasil, R$700 mil no total.

Taguatinga, Ceilândia, Sobradinho, Gama e Guará terão exibição simultânea dos filmes na competição – e o público também pode conferir as reprises no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB).

SELEÇÃO – Os filmes selecionados foram analisados pelas comissões de seleção no período de 8 a 13 de julho.

A comissão de seleção dos longas-metragens de ficção foi composta pelos cineastas José Eduardo Belmonte, Kleber Mendonça, Manfredo Caldas e Vinícius Reis, além do crítico de cinema e pesquisador Sérgio Alpendre.

A comissão de seleção dos longas-metragens de documentários reuniu os documentaristas Andréa Tonacci, Joel Pizzini e Vladimir Carvalho.

Os curtas-metragens de ficção e os curtas de animação foram escolhidos pela mesma comissão, integrada por Amir Admoni (diretor e animador), Diego Florentino (diretor e montador) e os cineastas Eva Randolph, Juliana Rojas e Ricardo Movitz.

Coube à professora Amaranta César e às cineastas Clarissa Campolina e Danyella Proença fazer a seleção dos curtas de documentário.

SERVIÇO:

Coletiva para anúncio dos selecionados no 46º Festival de Brasília do Cinema Brasileiro

DATA: 17 de julho, quarta-feira

HORÁRIO: 10 horas

LOCAL: Foyer da Sala Villa-Lobos do Teatro Nacional Cláudio Santoro

Fonte:

Deixe um comentário