Chuva de doces

Chamavam as crianças para estourar o balão gigante. O coração disparava e todo mundo procurava pelo melhor lugar e mais estratégico pra conseguir pegar o máximo de bugigangas possível. Naquela hora não tinha irmão, amigo, criança menor ou maior, era eu e o foco no balão gigante pendurado! A melhor parte era quando alguém colocava farinha e, aos estourar, sujava todo mundo! A partir dali, era um verdadeiro “salve-se quem puder”! Ah, as festas de crianças e suas histórias de guerra! Que belezura!

Quer ter um microconto com sua história? Envie para [email protected] ou pelo Facebook


Leia mais:


De olho na fartura


Receita de sobrevivência


Visita atrasada


Deixe um comentário