Chuva abre crateras e liga sinal de alerta no DF

O volume de chuva registrado no Distrito Federal nos primeiros 15 dias de novembro deste ano já superou a média histórica, com o volume 5% maior do que o esperado para todo o mês. Comemorada principalmente no setor rural, as chuvas trouxeram também transtornos para moradores de várias regiões do Distrito Federal.

Vicente Pires, atualmente um grande canteiro de obras, é a cidade mais afetada. Várias crateras se abriram nas ruas 4 e 8. Os buracos chegam a medir 10 m². A Defesa Civil recomenda que a população evitem áreas alagadas ou com muita lama que possa atolar veículos.

A administração da cidade alerta para que, ao passar pelas ruas, evite-se tocar em objetos metálicos. Na quarta-feira (14) um cavalo morreu eletrocutado ao passar por um buraco onde havia um cabo subterrâneo de energia.

Uma das principais saídas de Águas Claras foi interditada devido o desabamento de parte da ponte sobre o Córrego Samambaia. A Estrada Parque Vicente Pires (EPVP) chegou a ser interditada e, segundo a Defesa Civil, há risco de desmoronamento.

As chuvas ainda provocaram a abertura de crateras em ruas da Ponte Alta Norte, no Gama e o alagamento da estação do metrô de Samambaia Sul.

Fonte:

Deixe um comentário