China vai racionalizar ministérios

Silhueta de policial em frente ao retrato de Mao Tsé-tung durante o Congresso Nacional do Partido Comunista da China, em 12/11/2012

Silhueta de policial em frente ao retrato de Mao Tsé-tung durante o Congresso Nacional do Partido Comunista da China, em 12/11/2012 (Jason Lee/Reuters)
Em uma tentativa de aumentar a eficiência do estado, a China anunciou, neste domingo, um plano para racionalizar ministérios. A poderosa pasta que controla as ferrovias, por exemplo, será extinta. Além disso, os órgãos de regulação da imprensa serão unidos e realinhados a outros órgãos públicos. O plano, apresentado para apreciação da legislatura nacional, está sendo levado adiante pela recém instalada liderança do Partido Comunista e reflete as prioridades do novo governo de reduzir o desperdício e abordar questões de qualidade de vida, relevantes para uma sociedade mais próspera e exigente.
No geral o realinhamento proposto acabaria com quatro agências e diminuiria o número de ministérios para 25 (corte de dois ministérios). Entre as mudanças, o ministério de Ferrovias, assolado pela corrupção, será dividido. A reestruturação, sétima desde que a China iniciou reformas de mercado há 30 anos, marca a mais recente tentativa de reduzir a intromissão do governo na economia e na sociedade. 
Fonte: Veja Online
Sites e Blogs

Deixe um comentário