China lidera as aquisições de empresas brasileiras

A China foi o país que mais investiu recursos em fusões e aquisições no Brasil entre 2009 e 2012. 
Empresas do país asiático foram responsáveis por 16,1% –equivalente a US$ 21,5 bilhões– do total dessas transações nesse período, um pouco à frente dos Estados Unidos (15,6%).
A conclusão é de uma pesquisa do banco Credit Suisse que mapeou 677 operações de fusões e aquisições caracterizadas como IED (investimento estrangeiro direto) entre 2005 e 2012.
As transações analisadas pelo banco somaram US$ 188,3 bilhões, mais da metade (56%) de todo o IED recebido como participação no capital de empresas pelo Brasil nesse período. Existe outra categoria de IED, classificada como empréstimos entre empresas.
Entre 2005 e 2008, a presença da China nas operações de fusões e aquisições no Brasil tinha sido marginal (apenas 0,1% do total).
“Esse salto da participação chinesa ajuda a explicar o forte desempenho do investimento estrangeiro direto no país nos últimos anos”, diz Nilson Teixeira, economista-chefe do Credit Suisse. 
Fonte: folha.uol.com.br
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário