Chile registra 11 mortes por gripe A (H1N1)

O Ministério da Saúde do Chile confirmou que pelo menos 11 pessoas morreram em decorrência de um surto da gripe A (H1N1) no Norte do país. A Associação de Médicos diz que há no país 24 doentes para cada grupo de 100 mil habitantes. Na região de Tarapaca, apenas na semana passada a taxa de infecção era 148 pessoas por cada 100 mil habitantes.

O ministro da Saúde do Chile, Jaime Manalich, avisou que vai visitar a Região Norte e enviará 115 mil vacinas para o local, cuja população é estimada em 300 mil pessoas.

Os especialistas informam que o período de incubação da gripe A (H1N1) dura, em média, de um a quatro dias. A transmissão em adultos ocorre principalmente 24 horas antes do início dos sintomas e dura até três dias após o fim da febre. Nas crianças, pode durar em média dez dias, podendo se prolongar por mais tempo.

Os principais sintomas são infecção aguda das vias aéreas com febre – que, em geral, é mais acentuada em crianças do que em adultos. Também podem surgir calafrios, mal-estar, dor de cabeça e garganta, moleza e tosse seca, além de diarreia, vômito, fadiga e rouquidão, entre outros.

Renata Giraldi*
Repórter da Agência Brasil

*Com informações da agência pública de notícias de Portugal, Lusa

Fonte:

Deixe um comentário