Chile reduz salários de parlamentares

Foto: Reprodução/Instagram

Os parlamentares da Câmara dos Deputados do Chile aprovaram, na tarde desta quarta-feira (27), uma medida transitória para reduzir à metade as remunerações dos políticos. A decisão foi unânime.

Prefeitos, vereadores e membros do Judiciário e do Ministério Público foram poupados.

A medida veio em resposta aos protestos que acontecem a três semanas no país. Ela valerá por 60 dias, período que uma comissão autônoma composta por profissionais dos órgãos financeiros da Administração Pública terão para definir novos tetos para altos funcionários e políticos eleitos

Na madrugada desta quarta foram registrados incêndios em diferentes partes do Chile, além de saques em vários supermercados e em um hotel. A tensão social toma o país.

O deputado Gabriel Boric, disse ao jornal La Tercera que espera que a redução de 50% “seja o piso” da comissão para fixar os novos valores.

Lei anti-capuz

O Senado chileno aprovou, ainda nesta quarta-feira (27), a “lei anti-capuz”, que voltará à Comissão de Segurança da Câmara para ser votada. O objetivo é estipular penas mais severas para as pessoas que participarem das manifestações com os rostos cobertos.

Deixe um comentário