Chamem a benzedeira

O Kujuba 

O govenador Rodrigo Rollemberg, desde sua posse, tem passado por uma saia justa danada. Ao montar o seu secretariado, o fez colocando em lugares-chave pessoas sem nenhum conhecimento da máquina administrativa e sem experiência profissional em cargos de tamanha envergadura e complexidade. Com raras exceções acertou alguma coisa.

Já se passaram dez meses do governo instalado e não se vê nada que possamos chamar de positivo em sua administração. Um setor que era gerador de empregos – a construção civil, que poderia contribuir para alavancar a administração, está em frangalhos.

A Secretaria de Gestão é tocada por amadores que passam meses a fio tentando adivinhar como poderia ser gerida a aprovação de projetos. A Secretaria virou o escritório de interpretação de leis e de portarias, o que tem dificultado a celeridade na aprovação dos projetos que lá chegam. Em nome da centralização dos procedimentos, virou um bureau de burocratas que mudam regras e procedimentos a torto e a direito.

Foto Pedro VenturaDentro da administração do GDF, são produzidos dossiês de qualidade duvidosa para tentar mudar procedimentos administrativos novos e de dirigentes sérios. Secretários que usam celulares para postar selfies de mau gosto.

O Setor de Comunicação é de um amadorismo e de péssima qualidade. Dá dó ver como são divulgados os atos administrativos do governo. O governador, quando aparece para comunicar algo para a população, sempre fala da gestão anterior, como se estivesse ainda em campanha política – seu rosto parece o de uma pessoa cansada e entediada.

Numa divulgação recente sobre Saúde no Distrito Federal, o govenador prometeu um novo hospital de qualidade e de primeiro mundo, esquecendo-se de que diuturnamente a televisão divulga o caos na Saúde, onde falta quase tudo.

Não existe meritocracia na sua gestão. Nada funciona. A população do Distrito Federal está em polvorosa com a falta de objetividade de Rollemberg.  O Governo do Distrito Federal é gerido por amadores.

Chame uma Benzedeira, Senhor Governador!

 


Governar é preciso, a missão


Dilma: da solidão à traição


Por que derrete o governo Rollemberg?


 

Fonte:

Deixe um comentário