Chácara de Santo Ângelo será desapropriada

O superintendente do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) em São Paulo, Wellington Diniz Monteiro, declarou que faltam apenas alguns ajustes para que a presidente Dilma Rousseff assine o decreto para desapropriação da Chácara de Santo Ângelo, em Mogi das Cruzes, na Grande São Paulo. Ele acredita que o processo estará concluído até o final do ano, pois dificuldades muito expressivas, como a exploração mineral, já foram resolvidas.

Segundo Diniz, o desfecho para a questão, que já dura mais de 20 anos, tem apoio consensual de toda a comunidade. “É um assentamento importante para nós, uma área grande, e queremos que se torne um assentamento modelo”, disse. No total, 44 famílias já foram assentadas ao lado do perímetro da Chácara Santo Ângelo, mas 344 agricultores familiares estão na área que ainda precisa ser desapropriada.

As afirmações foram feitas durante audiência na Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural, nesta terça-feira (8), requerida pelo deputado Junji Abe (PSD-SP), para obter informações sobre o processo de desapropriação da Fazenda Santo Ângelo, em Mogi das Cruzes (SP). Com o decreto assinado, será viabilizado o repasse da área de 514 hectares, dentro do programa de reforma agrária do governo, às famílias de agricultores que atuam no local.

Fonte:

Deixe um comentário