CDI aprova metas e amplia crédito de empresas que aderiram ao Emprega DF

Comitê presidido pela SDE dá parecer positivo para renovação financiamentos a três importantes indústrias. Foto: Reprodução/SDE

O Comitê de Desenvolvimento Industrial (CDI), deu parecer positivo e aprovou o cumprimento de metas de criação de emprego, investimentos e arrecadação de impostos pactuadas entre três e o GDF e previstos no plano de viabilidade econômico financeira dos contrato do programa Emprega DF a três grandes empresas.

As resoluções do CDI publicadas no DO desta terça-feira classificam a Brasal Refrigerantes, a Diviforma e a FVO Brasília, Industria e Comércio de Alimentos como aptas a tomar financiamento até R$ 47,4 milhões junto ao FUNDEFE, cabendo ao BRB o papel de agente financeiro das cédulas de crédito contratadas para aumentar suas plantas industriais. Somente a Brasal tem crédito de R$ 37 milhões conforme publicado no Diário Oficial do GDF.

Ao todo, estas três empresas prometeram e criaram quase 2 mil e 300 empregos diretos. A Brasal Refrigerantes, que gerou 1.800 empregos, e a DIV Forma, com 170 vagas abertas, eram beneficiárias do Programa IDEAS e migraram para o Emprega DF este ano. A FVO gerou 320 empregos e está finalizando sua migração de programas.

O Emprega DF é administrado em conjunto pelas secretarias de Desenvolvimento Econômico e de Economia. Presidido pelo secretário executivo da SDE, Bruno de Oliveira Watanabe, o comitê tem como função analisar a performance das empresas beneficiadas pelo financiamento industrial.

“Todas estas empresas são de grande porte, geram muitos empregos e movimentam de forma expressiva a economia do DF. O cumprimento das metas mostra o compromisso das empresas beneficiadas com as diretrizes e objetivos do programa”, disse o secretário de Desenvolvimento Econômico, José Eduardo Pereira.

Deixe um comentário