Projeto de lei prevê cota mínima para mulheres em empresas

mulher-trabalhando1 (1)

O projeto de lei do Senado (PLS 216/2016), em análise na Comissão dos Direitos Humanos (CDH), quer garantir a maior participação feminina nas atividades de empresas públicas e privadas. A cota mínima poderá ser de 30% de participação de mulheres, as empresas que tiverem dez ou mais empregados terão que seguir as normas.

A autora do projeto, Senadora Regina Souza (PT/PI), defende a necessidades de mecanismos que coloquem essas normas em prática. Ela explica que alguns países, como a Alemanha, já contam com leis que obrigam uma quantidade mínima de participação feminina nas empresas. “O projeto visa a extinção da desigualdade, querendo ou não, o mercado de trabalho ainda é muito desigual com os gêneros”, explicou a Senadora.

A senadora ainda citou como exemplo o número quase que inexistente de mulheres no Governo de Michel Temer. A matéria ainda aguarda análise da Comissão dos Direitos Humanos.

 


Novo vídeo traz mais provas de estupro coletivo no Rio


Corpo de Jarbas Passarinho é enterrado em Brasília com honras militares


TJ determina que GDF nomeie 50 fonoaudiólogos até o fim de julho


Fonte:

Deixe um comentário