Casos de dengue têm redução de 58% no DF

O Distrito Federal encerrou o mês de janeiro com uma redução de 58,6% no número de casos confirmados de dengue em relação ao mesmo período do ano passado. No primeiro mês de 2014, foram confirmados 254 diagnósticos contra 433 casos em 2013.

 

“Esses números são um reflexo do intenso combate que a Secretaria de Saúde, juntamente com a população, vem realizando contra a doença”, destacou a subsecretária de Vigilância à Saúde, Marília Cunha.

 

No ano passado a pasta lançou o plano de prevenção à dengue 2013-2014, que tem como objetivo mobilizar toda a população da capital do país no combate à doença. Os trabalhos estão sendo desenvolvidos em três eixos que envolvem diversos setores do governo local: informação; prevenção e manejo; e assistência.

 

“COMBATE À DENGUE: UM DEVER DE TODOS” – Ao longo de 2103, foram realizados dezenas de mutirões em todas as localidades do DF. Também foram inspecionados mais de um milhão de imóveis com objetivo de identificar e eliminar focos do Aedes Aegypti, o mosquito da dengue.

 

Foram realizadas atividades complementares de ações intersetoriais com o manejo ambiental, totalizando 33 ações em diversas regiões administrativas do DF. As atividades relacionadas com inseticidas tiveram abrangência em cerca de 80% dos imóveis existentes no DF.

 

Desde setembro, a Saúde, em parceria com a Secretaria de Educação, iniciou a distribuição de kits educativos a 100 mil alunos do ensino fundamental que estudam em escolas situadas em regiões com maior incidência de dengue. Com o material – composto por cartilha educativa, folder, adesivo, passatempo, ímã de geladeira com foto quebra-cabeça e certificado – esses agentes mirins estão realizando um trabalho preventivo em sua família e comunidade.

 

Além disso, 200 mil pessoas receberam mensagens de alerta sobre a prevenção da dengue nos celulares. A ação foi uma parceria entre o GDF e a empresa de telecomunicações Vivo. No final do ano passado, o combate à dengue no Distrito Federal ganhou o apoio das Forças Armadas. O reforço, que segue até 28 de fevereiro, conta com 20 militares do Exército Brasileiro, 11 da Aeronáutica e 15 da Marinha.

 

Em 2013, a Fundação Nacional de Saúde (Funasa) disponibilizou 300 agentes para ajudar no combate à dengue no DF. Em dezembro foi sancionada a lei que criou, no âmbito da Secretaria de Saúde do DF, a carreira de Vigilância Ambiental e Atenção Comunitária à Saúde. A nova legislação também autorizou a realização de concurso público para preenchimento de novas vagas para o cargo.

Fonte:

Deixe um comentário