Caso Cunha pode ir ao conselho de ética

LM-Cunha-SalaoVerde-20151001-9

Quando um processo para analisar a cassação de um mandato por quebra de decoro é instaurado, o regimento dá 90 dias uteis para a análise do parecer pelo colegiado; o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), pode ser julgado pela omissão de contas na Suíça

A omissão de contas na Suíça do presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB), podem levá-lo ao Conselho de Ética da Casa nos próximos dias.

Quando um processo para analisar a cassação de um mandato por quebra de decoro é instaurado, o regimento dá 90 dias uteis para a análise do parecer pelo colegiado.

O Conselho, hoje presidido pelo deputado José Carlos Araújo (PSD-BA), conta com 21 integrantes titulares, sendo nove deles aliados de Cunha. Se o parecer for aprovado, Cunha ainda pode recorrer à Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) antes da votação em plenário.


Leia mais:


 

Quebrando feudos


Servidor é imediatamente exonerado por falsificação e corrupção passiva


Dilma anuncia corte de 3 mil cargos comissionados e reduz salários de ministros


 

 

Fonte: ,

Deixe um comentário