Cantinas das escolas públicas do DF serão fechadas

Até o dia 13 de março, todas as escolas públicas do DF estarão livres de cantinas comerciais que existem desde a construção das instituições. Segundo a promotora de justiça Márcia Rocha, reponsável pelo caso, a falta de fiscalização dos estabelecimentos e o fato de que algumas crianças não podiam pagar pelos produtos determinaram a suspensão das licenças dos locais. 


“Da forma da forma como isso está hoje, estamos cometendo várias incoerências em relação às nossas crianças. Não existe fiscalização do empresário que está fazendo esse cardápio”, alertou a promotora.


A Promotoria de Justiça de Defesa da Educação (Proeduc) conseguiu suspender as permissões dos estabelecimentos nas unidades de ensino em 28 de janeiro, quando a 2ª Vara de Fazenda Pública estabeleceu o prazo de 45 dias para a desocupação dos espaços onde estão instalados. “No DF, todas as cantinas particulares nas escolas públicas foram cedidas pelo governo sem licitação”, explicou Márcia. Alguns empresários, segundo ela, ocupavam dois espaços no mesmo colégio ou até mesmo em instituições diferentes.


Fonte: Correio Braziliense

Sites e Blogs

Deixe um comentário