Campanha de vacinação contra a gripe no DF começa nesta quarta

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES/DF) promove, desta quarta-feira (23) até 9 de maio, a 16ª Campanha Nacional de Vacinação contra a Influenza (gripe).

 

No sábado (26), dia da mobilização nacional (Dia D), 154 postos de vacinação funcionarão, das 8h às 17h, para atender a população que tem dificuldade em comparecer aos postos nos dias úteis. A abertura da campanha será na Secretaria Especial do Idoso do DF, na Estação 112 Sul do Metrô, às 9h.

 

Nessa campanha, além de pessoas com 60 anos ou mais, serão vacinados os trabalhadores de saúde, os povos indígenas, as crianças na faixa etária de 6 meses a menores de 5 anos de idade, as gestantes, as puérperas (até 45 dias após o parto), os grupos portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais, a população privada de liberdade e os funcionários do sistema prisional.

 

O público-alvo é de aproximadamente 49,6 milhões de pessoas no país e de 603.867 no DF. Nos dias úteis todas as salas de vacinas estarão abertas em todas as coordenações de saúde, das 8h às 11h30 e das 13h30 às 17h.

 

Está prevista a distribuição de cerca de 652.180 doses da vacina contra a influenza. A imunização nos asilos e instituições de idosos será realizada pelos servidores das coordenações de saúde, seguindo calendários específicos.

 

O Disque Saúde (160) estará à disposição para informações e para o agendamento da vacinação dos acamados em domicílio.

 

A DOENÇA – A influenza é uma infecção viral aguda que afeta o sistema respiratório. É de elevada transmissibilidade e distribuição global, com tendência a se disseminar facilmente em epidemias sazonais.

 

A transmissão ocorre por meio de secreções das vias respiratórias da pessoa contaminada ao falar, tossir, espirrar ou pelas mãos, que, após contato com superfícies recém-contaminadas por essas secreções, podem levar o agente infeccioso direto à boca, aos olhos e ao nariz.

 

A doença pode se apresentar de uma forma leve e de curta duração até formas clinicamente graves e complicadas. A maioria das pessoas infectadas se recupera no período de uma a duas semanas sem a necessidade de tratamento médico. No entanto, nas crianças muito pequenas, idosos e portadores de quadros clínicos especiais, a infecção pode levar a formas graves, como pneumonia ou óbito.

 

NOTIFICAÇÕES – Em 2013, foram notificados no DF 282 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave. Desses, 32 foram positivos para Influenza A (H1N1), seis para Influenza B, 11 para outros vírus respiratórios, incluindo Influenza A H3, Influenza B e VSR. O período de abril a julho foi o que concentrou maior número de casos confirmados e óbitos (sete ao longo do ano passado).

 

Nas 15 regionais de saúde do DF, foram atendidas 51.002 pessoas em 2013. O maior número de atendimentos ficou concentrado na faixa etária de 2 a 9 anos, seguido dos menores de 2 anos e do grupo de 20 a 59 anos.

Fonte:

Deixe um comentário