Campanha contra preconceito ao portador de HIV

Um convênio firmado entre a Secretaria da Criança do Distrito Federal e a ONG Amigos da Vida levará para a sala de aula um trabalho de combate ao preconceito e a discriminação aos portadores do vírus HIV em ambiente escolar.

“Os professores serão capacitados para que multipliquem com os alunos a ideia de que os soropositivos não devem ser discriminados”, destacou a secretaria adjunta em exercício, Vera Fernandes.

Segundo ela, o objetivo do contrato é promover a educação, “porque a criança reproduz aquilo que aprende e, se ensinada a não ter preconceito, crescerá um adulto consciente”.

O valor do convênio é de R$82.500 e prevê a capacitação de coordenadores pedagógicos e professores por meio de vídeo, produzido pela ONG, com a participação de psicólogos, pedagogos e infectologistas.

Também está prevista a produção de uma cartilha de Direitos Humanos em HIV/AIDS para mostrar quais são os diretos do soropositivo, como por exemplo, a garantia do sigilo absoluto sobre a doença.

A capacitação ainda prevê a apresentação de palestra pelo presidente da ONG, Christiano Ramos, que tratará, entre outros temas, do impacto social causado pela patologia.

Na sala de aula, os professores apresentarão aos alunos uma revistinha da “Turma da Mônica”, com dois novos personagens – o Igor e a Vitória – soropositivos que convivem harmoniosamente com a turma na sala de aula.

“A ideia é que eles (os professores) leiam junto com as crianças e promovam um debate, para que elas tirem todas as dúvidas”, enfatizou Ramos.

Além disso, ele acredita que a abordagem em sala de aula será levada para casa, e desta forma os efeitos da discussão serão ainda mais amplos perante os pais.

A princípio, será um projeto piloto, com duração de um ano, desenvolvido nas coordenações regionais do Plano Piloto/Cruzeiro, Candangolândia e Núcleo Bandeirante, nos ensino fundamental e médio.

Trinta coordenadores pedagógicos passarão pela capacitação, direto com a ONG, e replicarão as informações recebidas aos professores das três regionais.

Fonte:

Deixe um comentário