Caesb terá que investir em Brazlândia

A Companhia de Saneamento Ambiental (Caesb) será obrigada a investir 5% de toda a arrecadação obtida com a captação de água em Brazlândia em projetos de recomposição ambiental e obras na própria cidade. A decisão é da Câmara Legislativa, que na segunda-feira (28) derrubou, por unanimidade, veto do governador Rodrigo Rollemberg ao projeto de lei nº 102/2015, de autoria do deputado distrital Juarezão (PSB). Agora, a matéria vai voltar para as mãos de Rollemberg para sanção.

img_2573
Deputado distrital Juarezão (PSB). Foto: Gustavo Goes / Jornal Brasília Capital

“A Caesb não investe e nem fiscaliza. Fala que planta, mas não planta. É preciso preservar as nascentes de Brazlândia. Eu nasci lá e sei que tem córrego, onde eu tomava banho, que hoje está seco”, disse o parlamentar, em entrevista exclusiva ao Brasília Capital, publicada na edição passada (287). De acordo com Juarezão, os recursos serão direcionados para abastecimento, saneamento, drenagem pluvial, coleta, tratamento e disposição de esgoto.

} else {

Fonte:

Deixe um comentário