Buriti em pé de guerra

Às vésperas das eleições, Rodrigo Rollemberg (PSB) enfrenta mais um desgaste com aquele que deveria ser seu maior aliado: o vice-governador Renato Santana (PSD). A falta de entrosamento entre os dois nunca foi segredo. Desde o início, Santana é oposição ao seu próprio governo.

Em entrevista publicada no Correio Braziliense domingo (22), Rollemberg afirmou que Santana é inexperiente na política e por isso o havia traído. Nesta segunda-feira (23), o vice aproveitou a sessão solene em homenagem aos 58 anos de Brasília, na Câmara dos Deputados, para responder ao ex-aliado. Disse que o motivo da insatisfação do governador é porque ele, Santana, é “negro e morador de Ceilândia”.

O PSB deu a tréplica com nota irônica: “Onde estava esse morador tão ilustre que NUNCA acompanhou uma visita do governador às obras de urbanização do Sol Nascente?”.

Talvez Rollemberg não esteja percebendo que a briga é boa para o vice e péssima para ele, governador. O momento, pensando em reeleição, é de agenda positiva e não de desgastes. Renato Santana é pré-candidato a deputado distrital e só tem a lucrar num debate direto com o chefe do Executivo.

Já pensou se Rollemberg tiver que debater com os mais de mil postulantes a uma das 24 cadeiras na Câmara Legislativa que virão por aí?

Fonte:

Deixe um comentário