BRB investirá R$ 6 milhões no futebol do DF

Acordo entre BRB e Secretaria de Esporte pode gerar até R$ 6 milhões a equipes masculinas e femininas de futebol, futsal e futebol amador. Foto: Renato Alves/Agência Brasília

Após polêmica por conta do patrocínio ao Flamengo, o Banco de Brasília (BRB) iniciou, ainda em junho, conversas com a Secretaria de Esportes e com alguns clubes para aumentar o apoio ao futebol do Distrito Federal. A parceria foi fechada na quinta-feira (23).

O contrato de R$ 6 milhões será até o fim de 2022. O valor será dividido entre os clubes profissionais e amadores de futebol e futsal. A cota que cada clube irá receber ainda não foi divulgado. Porém, é provável que Gama e Brasiliense, representantes do DF na série D em 2020, recebam uma parte maior do montante.

Poderia ser melhor – O valor oferecido pelo BRB para patrocinar o Candangão não foi o que muita gente esperava após o parceria superior a R$ 30 milhões (pode chegar a R$ 50 milhões) com o Flamengo. É válido questionar o apoio do Banco de Brasília a um clube do Rio de Janeiro, mas é fato que o rubro-negro trará mais visibilidade à marca BRB.

Os clubes profissionais de Brasília estão certos em cobrar mais apoio do governo local, do BRB e de empresários. Mas, será que oferecem algum retorno? Poucos são os times do DF que investem em marketing e valorizam seus patrocinadores junto aos torcedores, seja nos estádios ou nas redes sociais.

O caminho para que mais empresas passem a investir no futebol de Brasília é o mesmo que o próprio Flamengo percorreu nos últimos anos: gestão profissional, valorização do marketing, da comunicação e dos torcedores.

Deixe um comentário