“Brasília Sem Fronteiras” lança novos editais com 950 vagas

O programa do GDF “Brasília Sem Fronteiras” abriu 950 novas vagas para imersão internacional nos Estados Unidos, Espanha, França, Áustria e Nova Zelândia. Das oportunidades, 800 são para estudantes dos Centros Interescolares de Línguas (CILs), 75 para universitários e mais 75 para servidores públicos. As inscrições estão abertas a partir desta quinta (7) até 4 de maio.

 

Os editais foram lançados na última quarta-feira (16). As provas, organizadas pelo Centro Brasileiro de Pesquisa em Avaliação e Seleção e de Promoção de Eventos (Cebraspe), estão previstas para 18 de maio. Os embarques devem ocorrer no segundo semestre de 2014.

 

“Em 2013, fizemos um projeto-piloto com 126 vagas para alunos dos CILs e 64 para servidores públicos. Os resultados superaram nossas expectativas em todos os aspectos, sobretudo, quanto à celeridade para realização do programa”, destacou o secretário-chefe da Assessoria Internacional, Odilon Frazão.

 

Segundo Frazão, a meta é selecionar cerca de 2 mil participantes neste ano, com embarques ao longo de 2014 e no primeiro semestre de 2015.

 

BSF 2014 CIL – Serão selecionados 800 estudantes dos CILs, dos quais 650 farão intercâmbio nos Estados Unidos, 100, na Espanha, e 50, na França. Para participar, é necessário ter, no mínimo, 16 anos de idade na data de embarque.

 

Os candidatos deverão fazer uma prova objetiva, de caráter classificatório e eliminatório. Entre os conhecimentos testados estão línguas portuguesa e estrangeira (inglês, francês ou espanhol), matemática, história mundial, história de Brasília, geografia e atualidades. Caso seja aprovado, haverá outras duas etapas eliminatórias, que são a verificação de documentos e realização do curso preparatório.

 

Os participantes farão imersão internacional em “Liderança Global com Ênfase em Empreendedorismo”, na Universidade do Estado do Arizona (EUA); “Liderança Global com Ênfase em Inovação”, na Universidade de George Washington (EUA); e ainda, “Liderança Global com Ênfase em Empreendedorismo”, na Universidade de Santiago de Compostela (Espanha) e na Cavilam Alliance Française / Universidade Clermont-Ferrand (França).

 

BSF 2014 UNI – São ofertadas 75 vagas para universitários do Distrito Federal, dos quais 50 irão para os Estados Unidos, e 25, para a Nova Zelândia. Na prova objetiva (classificatória e eliminatória), serão avaliados conhecimentos em língua inglesa e portuguesa, matemática, história mundial, história de Brasília, geografia e atualidades. Os candidatos também devem passar pelas etapas eliminatórias de verificação de documentos e curso preparatório.

 

No BSF 2014 UNI, há três opções de cursos de imersão internacional: “Liderança Global para o Futuro”, na Universidade de Tecnologia de Auckland (Nova Zelândia); “Liderança em Negócios Internacionais” e “Direito Internacional Público”, ambos na Universidade de George Washington (Estados Unidos).

 

BSF 2014 SPU – O processo selecionará 75 servidores públicos, que deverão realizar prova objetiva (classificatória e eliminatória) em línguas inglesa e portuguesa, história de Brasília, noções de administração pública e atualidades. Após essa etapa, haverá as fases eliminatórias de verificação de documentos e curso preparatório.

 

Os participantes serão divididos em três programas de imersão: “Liderança em Gestão Pública para Cidades Competitivas e Inovadoras”, na Universidade de Ciências Aplicadas de Krems (Áustria); “Liderança em Gestão Pública da Saúde”, na Universidade de Johns Hopkings (Estados Unidos da América); e “Liderança em Gestão Pública Transparente”, na Escola Nacional de Administração Pública da República Francesa (França). Todos os cursos serão ministrados em língua inglesa.

 

AUXÍLIO FINANCEIRO – O GDF custeará as despesas dos participantes do “Brasília Sem Fronteiras” referentes a curso preparatório; passagens aéreas, de ida e volta partindo de Brasília; apólice de seguro-saúde internacional com cobertura para todo o período de permanência no exterior; vistos e passaportes, quando necessários.

 

Além disso, também serão pagos pelo governo local hospedagem durante o período de realização da imersão internacional; matrícula e taxas na instituição de ensino de destino; traslados aeroporto/local da hospedagem/aeroporto; e material de apoio às atividades decorrentes do curso.

 

Os selecionados receberão, também, uma bolsa-auxílio, disponibilizada durante a imersão internacional, para os custos com alimentação, transporte e despesas pessoais.

Fonte:

Deixe um comentário