Brasília e Viena tornam-se cidades-irmãs

O governador Agnelo Queiroz oficializou, ontem (10) em Viena, na Áustria, acordo de cooperação com a Prefeitura da capital daquele país para a formação profissional, intercâmbio cultural e cooperação na área de ciência e tecnologia. O projeto “Brasília Sem Fronteiras” é o primeiro desdobramento dessa parceria.

 

“A partir de agora, vamos intensificar nossas relações, aproximar nossos países e ampliar nossa cooperação internacional com a Áustria e outros países que possam colaborar com Brasília”, enalteceu o chefe do executivo local.

 

Com a assinatura dos termos pelo governador e o prefeito da cidade, Michael Häupl, as duas localidades se tornaram cidades-irmãs e os primeiros 40 servidores públicos do GDF selecionados pelo projeto embarcam no próximo dia 2 para a cidade.

 

Eles serão recepcionados pelo Escritório de Coordenação e Estratégia Internacional de Viena, pela Universidade de Krems e pelo Instituto Austríaco de Tecnologia (AIT), responsáveis pelo cumprimento do acordo internacional.

 

A vice-prefeita, Renate Braumer, que conduziu as negociações pela parte austríaca durante missão oficial ao Brasil, ressaltou as várias oportunidades de capacitação e intercâmbio que beneficiarão os dois países, o que inclui as áreas de turismo, sustentabilidade, planejamento urbano e música.

 

Uma das oportunidades será conhecer o principal projeto de urbanização do país, o “Vienna´s Urban Lakeside”, que recebeu a visita do governo local e já está na rota dos servidores para o desenvolvimento de parte das atividades da viagem no mês de novembro.

 

Na área de cultura, o governador demonstrou interesse em intercâmbio entre as orquestras sinfônicas de Viena e de Brasília, com previsão de apresentações dos dois grupos nas duas capitais.

 

A concretização de mais um acordo deste tipo está incluído no programa “Brasília Global Partners”, conduzido pela Assessoria Internacional do Governo do Distrito Federal, que fechou parcerias semelhantes com Cingapura, Washington e Buenos Aires, e prevê incluir Brasília entre as cinco cidades mais competitivas do mundo até a metade do século.

 

VOOS DIRETOS – O GDF também iniciou negociações com as empresas aéreas Lufthansa e Avianca para implantação de uma linha regular de voos, ligando as duas capitais.

 

Acompanhado do Embaixador do Brasil, Evandro Didonet, e do secretário-chefe da Assessoria Internacional do GDF, Odilon Frazão, o grupo seguiu de metrô até a estação Aspern, onde está localizado o empreendimento, cuja uma linha foi construída para atender 20 mil moradores que ali serão instalados, e se constituirá em um dos maiores projetos urbanísticos da Europa.

 

Agnelo Queiroz agradeceu a receptividade das autoridades austríacas e, especialmente, as de Viena, “um dos melhores índices de qualidade de vida do mundo, para quem destinamos nossos servidores públicos para aprendermos com a experiência já realizada e que serve de espelho a todo e qualquer administrador responsável”, observou.

Fonte:

Deixe um comentário