Brasília Capital antecipou prisão de Perillo

Brasília Capital antecipou a prisão de Marconi Perillo na edição 382, veiculada em 29 de setembro

O ex-governador de Goiás, Marconi Perillo (PSDB) foi preso nesta quarta-feira (10) no aeroporto de Goiânia. O Tribunal Regional Federal da 1ª Região decretou a prisão do político por corrupção passiva.

Assim como adiantou o Brasília Capital, ele foi salvo pela Lei Eleitoral no mês passado. Isso porque, o ex-governador não podia ser preso devido ao período eleitoral. À época, ele foi o único dos seis investigados na Operação Cash Delivery que não teve prisão decretada. Ainda assim, foi alvo de busca e apreensão.

Ele deixou o governo de Goiás em abril para se candidatar ao Senado, mas não conseguiu se eleger.

A Operação Cash Delivery, da Polícia Federal, apura se o grupo político de Perillo recebeu propinas estimadas em 12 milhões de reais da construtora Norberto Odebrecht.

Advogado de Perillo, Antonio Carlos de Almeida Castro, o Kakay, se disse “perplexo” com a decisão e que “não há nenhum fato novo que justifique a prisão”.

Fonte:

Deixe um comentário