Brasília: abandono e desconforto no voo da Gol

Foto: Chico Sant’Anna

O que era para ser uma temporada de lazer e descanso na capital da Argentina, acabou se transformando num calvário para passageiros  do voo 7689 operado pela Gol entre Buenos Aires e Brasília.

Além de brasileiros, muitos turistas argentinos a bordo, que de Brasília iriam pegar conexão para o Nordeste.

Um problema meteorológico impediu a decolagem inicialmente prevista para a madrugada de sábado, 12 de outubro. Segundo o informe oficial, havia uma tormenta elétrica, com chuva e muitos raios. A partir daí foi um abandono total, passageiros sem saber quando e se iriam embarcar, sem assistência e jogados por terra no aeroporto internacional de Ezeiza.

O horário regular do voo já não é dos mais confortáveis: 4h45 da madrugada. O aeroporto de Buenos Aires fica cerca de uma hora do centro da cidade e para o check-in é necessário chegar com uma antecedência entre duas a três horas. Ou seja, perde-se a noite em claro. Essa foi a situação de Cláudia Baddini, uma moradora de Brasília que estava na capital portenha, sem saber o que iria enfrentar na volta. Ela mesma relata etapa por etapa do que aconteceu.

“Após problemas meteorológicos, compreensíveis, vários voos do dia 12 de outubro de Buenos Aires foram atrasados ou cancelados. Casais com crianças dormindo no chão, pessoas idosas. E pasmem, o gerente da Gol no aeroporto, orientou os passageiros para saírem e arcarem com as despesas de transporte, hospedagem, alimentação e depois, pedir reembolso à empresa” explicou.

Continua a leitura no blog Brasília, por Chico Sant’Anna.

Deixe um comentário