Brasileiros ficam com maioria dos ingressos

Mais de 70% dos bilhetes sorteados foram para torcedores do Brasil, e quem não foi contemplado pode tentar novamente a partir de segunda-feira (11)

Na primeira fase de comercialização dos ingressos para a Copa do Mundo de 2014, 71,5% dos 889,3 mil bilhetes vendidos ficaram com torcedores brasileiros, segundo balanço divulgado ontem (5) pela FIFA. As demais entradas foram distribuídas entre pessoas de outros 187 países.

Nessa primeira fase, a federação recebeu 6,2 milhões de pedidos de bilhetes. Como a demanda foi maior que a oferta, foi feito sorteio para definir quem ficou com as entradas. Os torcedores serão avisados até domingo (10) se conseguiram ou não os ingressos solicitados.

O valor dos bilhetes será debitado automaticamente no cartão de crédito, caso o torcedor tenha sido sorteado. Aqueles que optaram pagar por boleto, receberão a cobrança, e, caso não seja feito o pagamento, a venda será cancelada.

Para a FIFA, essa é a primeira fase de venda de ingressos mais bem-sucedida da história da entidade. Em 2006, na Alemanha, 652 mil bilhetes foram comercializados na primeira etapa. Em 2010, na África do Sul, 381 mil entradas foram vendidas nessa fase.

A demanda por bilhetes com desconto (para estudantes, idosos e beneficiários do Bolsa Família) foi menor do que a prevista. Esse grupo tinha prioridade na compra dos 342 mil ingressos da categoria 4 (os mais baratos), mas foram vendidas apenas 216 mil entradas.

Dos 625.276 ingressos vendidos fora do Brasil, a maioria foi para moradores dos Estados Unidos (66.646), Inglaterra (22.257), Alemanha (18.019) e Austrália (15.401). Os pacotes de ingressos mais procurados foram para os jogos no Rio de Janeiro (94.500), Brasília (48.540) e São Paulo (46.916).

NOVA CHANCE– Quem não conseguiu entrada agora tem mais uma chance a partir de segunda-feira (11), às 9h, quando será aberta a segunda fase de venda de ingressos, com mais 228 mil bilhetes. O processo agora será por ordem de chegada, diferentemente da primeira fase.

 

Entradas para a abertura do mundial em São Paulo, para a final no Rio de Janeiro e para as semifinais em Belo Horizonte e na capital paulista, bem como para todos os jogos do Brasil, não estarão disponíveis nesse momento porque foram as mais procuradas.

 

Esses ingressos só voltam a ser comercializados no dia 8 de dezembro, quando começa mais uma fase de venda, após o sorteio dos grupos pela FIFA, na Costa do Sauípe, na Bahia

Fonte:

Deixe um comentário