Brasil se prepara para Abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno

O dia 7 de fevereiro de 2014 será uma data para jamais ser esquecida na história dos esportes de inverno do Brasil. Com a realização da Cerimônia de Abertura dos Jogos Olímpicos de Sochi, a Confederação Brasileira de Desportos na Neve (CBDN) já pode comemorar recordes em sua sétima participação na competição. Serão 13 atletas brasileiros, seis deles da CBDN, em sete diferentes modalidades, cinco de neve.

“Hoje é um dia muito especial para os esportes de inverno do Brasil”, aponta Stefano Arnhold, presidente da CBDN e Chefe da Missão Brasileira em Sochi. “Sete modalidades esportivas desfilarão na Abertura dos Jogos Olímpicos, batendo todos os números anteriores em número de atletas e de modalidades”.

Além dos atletas da Patinação Artística e Bobsled (administrados pela CBGD), o Brasil será representado na Rússia pelos atletas da CBDN: Isabel Clark (Snowboard), Jaqueline Mourão (Cross Country e Biathlon), Leandro Ribela (Cross Country), Jhonatan Longhi (Ski Alpino), Maya Harrisson (Ski Alpino) e Josi Santos (Ski Freestyle).

“Cabe lembrar que, em algumas modalidades, apenas os 24 ou 25 melhores atletas do mundo podem participar”, destaca Arnhold, em elogio ao nível mundial de atletas como Isabel e Josi. “Essa é, de longe, a maior delegação latino-americana. Um orgulho para nossos atletas pioneiros, que construíram esta historia a partir de 1966 sob a liderança do Sr. Domingos Giobbi e que abriram as portas participando das seis edições anteriores para estarmos aqui quebrando recordes”.

Uma atleta da CBDN em especial terá uma missão importantíssima na Cerimônia de Abertura. Jaqueline Mourão foi apontada no início da semana como porta-bandeira da delegação e carregará a flâmula verde-amarela no desfile. Em sua quinta participação olímpica – a terceira em Jogos de Inverno – a multiatleta igualou-se a Fofão (Vôlei) e Formiga (Futebol), em número de aparições em Jogos, mas é a primeira atleta do País a competir em três modalidades.

“É um sonho realizado e uma emoção enorme!”, exclama a mineira a respeito da honraria. “Ser porta-bandeira de seu País em Jogos Olímpicos é algo para poucos atletas e ter esta oportunidade na minha carreira é sensacional. Fiquei muito feliz com o reconhecimento e com a confiança depositada em mim”.

Após a Abertura, Jaqueline também dá início à participação brasileira nos Jogos. Ela compete no domingo (9) na prova de Sprint do Biathlon, enquanto os demais atletas seguem em preparação para as competições.

Fonte:

Deixe um comentário