Brasil – Razões de otimismo

O escritor Humberto de Campos, pela mediunidade de Chico Xavier, informou, no livro “Brasil Coração do Mundo Pátria do Evangelho”, que nosso país havia sido designado por Cristo para ser a “Pátria do Evangelho”.

Após a cassação de Collor, Bezerra de Menezes, também pela mediunidade de Chico Xavier, confirmou a informação de Humberto. E foi além: afirmou que a limpeza que se operava naquele momento não pararia mais, porque a Pátria do Evangelho não poderia conviver com tais desequilíbrios.

Atualmente, temos em investigação os casos da chamada Operação Lava-Jato, e, desta vez, a mais promissora de todas, porque os poderosos são presos e o dinheiro desviado retorna ao país.

Nunca tivemos um momento em que a Polícia Federal, o Ministério Público e o Judiciário estivessem tão livres para desempenhar seus papéis. Certamente que não teremos retrocessos, e eles continuarão livres para agir, desestimulando futuros delitos.

Além das nossas instituições visíveis, temos também as invisíveis, formadas por brasileiros já falecidos que continuam colaborando ocultamente pelo progresso de nossa Pátria, sob o comando do Anjo Ismael, chefe do governo oculto do Brasil.

Ninguém morre. Apenas muda-se de dimensão. E os que amaram e trabalharam pelo progresso do país continuam do outro lado intuindo as pessoas de bem para que o projeto de Cristo se concretize.

Após a morte, muitos brasileiros patriotas desejaram continuar colaborando com o Brasil e, segundo o espírito Luis Sérgio, fundaram um lugar onde pudessem encontrar-se para discutir os rumos do país. Deram-lhe o nome de “Colônia dos Velhos Patriotas”.

Certamente os velhos patriotas estão vendo o momento com grande otimismo, porque temos razões para isso.

Com Cristo aprendemos no Apocalipse: “Então eu vi um novo Céu e uma nova Terra”. Poderíamos acrescentar: e um novo Brasil.

 


Você pode mudar o seu passado


Suicídio de crianças. Por quê?


Queda e recuperação


 

Fonte:

Deixe um comentário