Bolsonaro publica vídeo de mulher pedindo militares nas ruas

Bolsonaro na saída do Palácio da Alvorada, onde costuma cumprimentar simpatizantes e dar declarações à imprensa. Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro publicou, nesta quinta-feira (2), um vídeo nas redes sociais em que uma mulher, que se diz professora no Distrito Federal, chora e pede que ele “coloque os militares nas ruas”. A mulher diz que vai todo dia à saída do Palácio da Alvorada, onde o Bolsonaro costuma cumprimentar simpatizantes e dar declarações, no mínimo, polêmicas à imprensa.

Ladeada por duas crianças, possivelmente seus filhos, a mulher diz que “esse governador já decretou mais um mês sem aula, sem nada”. Ela se referia ao decreto publicado na véspera (1º) pelo governador do DF, Ibaneis Rocha (MDB), estendendo o isolamento social até 3 de maio. Ao final do vídeo, Bolsonaro corrobora: “A senhora fala por milhares de pessoas”.

Repercussão – A deputada estadual Janaína Paschoal (PSL-SP) respondeu imediatamente: “Se o Sr não parar com essas postagens, os militares vão para a rua para retirar o Sr, com base no artigo 142 da Constituição Federal. Meu povo sofrendo e o Sr fazendo graça! Pelo amor de Deus, amadureça!”, publicou a ex-aliada de Bolsonaro.

Fake News – Na quarta-feira (1º), Bolsonaro usou vídeo de um cidadão que criticava o isolamento social para criticar “alguns prefeitos e governadores”. Horas depois a reportagem da Rádio CBN desmentiram a situação mostrada no vídeo e o tweet foi apagado. À noite, em entrevista ao jornalista José Luiz Datena, na Bandeirantes, pediu desculpas pela notícia falsa.

Deixe um comentário