Atacada por evangélicos, Paula Fernandes se defende

Em sua página no Twitter, a cantora defendeu a liberdade de expressão e classificou como preconceituosos religiosos que a atacaram nas redes sociais por ter se declarado espírita

Paula Fernandes

Paula Fernandes (Divulgação/Guto Costa)
A cantora Paula Fernandes tem sido alvo de críticas depois de ter se declarado espírita durante entrevista a João Dória Jr., no programa Show Business da Band, no fim de janeiro. Um determinado grupo de testemunhas de Jeová deu início a um movimento na internet para boicotar as músicas da cantora. A reação foi motivada por ela ter declarado ser médium espírita e receber influências de entidades quando compõe. “Eu acho que a gente nunca está sozinho. Não tem outra explicação, eu não componho sozinha. No momento em que estou escrevendo alguma coisa, às vezes, eu leio e tem palavras que eu não conheço, que eu não sei o significado. De onde vem isso?”
Os fiéis têm incentivado os fãs a investigar a religião de outros ídolos da música. Diante da repercussão, a cantora usou sua página no Twitter para se pronunciar: “Respeito ou preconceito? O que a bíblia prega? Viva a liberdade de expressão”. 
Fonte: Veja Online
Extratos dos Jornais

Deixe um comentário