As novas crianças

Rotuladas como crianças índigo e cristal, são inteligentes, revolucionárias, rebeldes, amorosas, independentes e intuitivas. As índigo começaram a nascer nos anos 1970 e, as cristais, no início deste milênio, concordam várias fontes. Os nomes vêm das cores de suas auras (campos coloridos em volta dos nossos corpos). Nas índigo, predomina o azul, a cor da espiritualidade, e nas cristais, clara, a cor da paz. As índigos, pelo inconformismo e rebeldia, e as cristais, pelo alheamento, poderão ser confundidas com crianças com TDA, TDAH ou autismo. Lembrando que as cristais poderão demorar a falar.

É importante que essas crianças encontrem o ambiente adequado para se desenvolverem. Se encontrarem pais fúteis ou indiferentes, transformar-se-ão em verdadeiros problemas. Dificilmente aceitarão os dogmas das religiões tradicionais, por serem contrários aos seus anseios por mudanças. Como são questionadoras e querem argumentos lógicos, não aceitarão imposições. Portanto, deve-se aplicar a técnica  do psicólogo americano Carl Rogers: Abordagem centrada no aluno. É preciso abertura para ouvi-los. Têm muito mais o que ensinar do que aprender.

Pais, não queiram impor profissões a elas! Virão em todas as áreas para mudá-las. Apenas ajudem-nas a entender e viver neste mundo de forma saudável e feliz, realizando e vencendo o “bom combate”, de que falava o apóstolo Paulo.

Fonte:

Deixe um comentário