Argentina e Irã investigarão atentado antissemita de 1994

O governo argentino assinou um acordo com o Irã para criar uma comissão independente com o objetivo de investigar o atentado ocorrido em 1994, em Buenos Aires, contra o centro judaico Amia, que deixou 85 mortos, e pelo qual reclama a extradição de oito iranianos, anunciou a presidente Cristina Kirchner.


Em Teerã, o Ministério das Relações Exteriores confirmou o acordo, publicando fotos da cerimônia de assinatura do convênio pelos chefes das duas diplomacias: o argentino Héctor Timerman e o iraniano Ali Salehi, paralelamente a uma reunião de países africanos na Etiópia.


A Argentina acusa o Irã de ser o autor intelectual do atentado contra a sede da Associação Mutual Israelita Argentina (Amia) em Buenos Aires, que, em 18 de julho de 1994, deixou 85 mortos e mais de 300 feridos.


Fonte: France Press

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário