Aneel adia início da operação de térmicas

Duas térmicas da MPX, empresa do grupo controlado por Eike Batista, tiveram os prazos para início da operação comercial adiados de janeiro para abril deste ano.

A decisão foi tomada pelo conselho de diretores da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica) em reunião realizada nesta terça-feira (22).

As usinas térmicas Maranhão IV e Maranhão V, que deveriam ter entrado em operação no dia 1 de janeiro, poderão agora começar a gerar energia até o dia 1 de abril.

A agência determinou ainda que as térmicas sejam acionadas ao longo de 2013 a partir da sinalização do ONS (Operador Nacional do Sistema), mas que o custo de operação não seja repassado às distribuidoras durante três meses, como forma de compensar o atraso.

Fonte: Folha Online

Extratos dos Jornais

Deixe um comentário